Estado: sistema de bandeiras por retomada da economia

O chamado Pacto Social pela Saúde e Economia estabelece três bandeiras: vermelha, amarela e verde, para flexibilizar o isolamento social e retomar a rotina.

Segundo o Governo do Estado, dois parâmetros balizam a retomada: a evolução da curva de casos da doença e a taxa de ocupação de leitos em UTI nos hospitais públicos.

Os ‘alertas’ vão ser feitos semanalmente, às sextas-feiras.

Com o Pacto, o estado estabelece bandeira vermelha quando a ocupação dos leitos de UTI for superior a 90%.

A Bandeira Amarela será usada quando a taxa de ocupação de leitos de UTI estiver entre 70% e 90%.

Já a Bandeira Verde remete a uma situação de normalização, que só vai se configurar quando houver taxa de ocupação de leitos de UTI inferior a 70% e evolução negativa de novos casos.

Os critérios objetivos foram distribuídos em circulação de pessoas e veículos; economia; transporte Público; locais públicos de lazer e turismo; restaurantes, entre outros.

No caso da Bandeira Vermelha, que é a situação atual no estado, a população deve seguir as restrições já definidas em decretos publicados no Diário Oficial.

Na Bandeira Amarela há maior flexibilização das medidas com a liberação do funcionamento de alguns serviços, como shoppings e academias, e a ampliação da capacidade de funcionamento de restaurantes para 50%, sempre mantendo a distância de dois metros entre as mesas.

O transporte público intermunicipal funciona sem restrições.

Já na Bandeira Verde, as restrições são suspensas. Neste cenário, locais turísticos e de lazer voltam a ser frequentados e todos os serviços restabelecidos, respeitando os protocolos de segurança e higiene.

Em Nova Friburgo, o decreto que prorroga a quarentena expira na segunda-feira, 25. O Prefeito Renato Bravo deve anunciar nova prorrogação ou início de uma flexibilização nas próximas horas.

Verifique também

Prefeito promete plano para retomada econômica em Nova Friburgo

O anúncio do cronograma para a retomada gradual das atividades econômicas a partir de junho …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *